A Escola Paroquial

Fiel à instituição que a mantém – Congregação dos Sacerdotes do Sagrado Coração de Jesus – procura ser a formadora de bons e competentes cidadãos e cristãos autênticos para a construção do Reino de Deus.

Tudo começou assim:
O fato de não existir uma escola do Ensino Fundamental II em Paratibe, fez o Pe. Geraldo Van Geel prometer construir uma escola. Isso no ano de 1966. Demorou… Mas conseguiu cumprir a sua palavra.
Em 1977, a escola lá estava atrás da Igreja de Nossa Senhora de Fátima. A escola possuía em sua estrutura 04 (quatro) salas de aulas, a sacristia era a secretaria, o quarto do Padre: A Diretoria.

Tinha todo o apoio das indústrias e funcionava com o famoso “Salário Educação”. A direção era de Padre Geraldo que escolheu a dedo a equipe que o apoiava. Inicialmente a escola funcionava como anexo do Colégio São José, de Abreu e Lima, cujo vigoroso diretor era o Professor Barros.

Depois de poucos meses a Escola Paroquial levantou vôo por conta própria e começou a crescer. Através das indústrias foi alcançando juntos à Prefeitura a doação de um terreno anexo, onde foram construídas mais 04 (quatro) salas de aulas e uma secretaria. O espaço ao lado da Igreja transformou-se em biblioteca, área de lazer e sala de artes. Posteriormente, a área de lazer foi transformada em sala de aula. Os diretores sucederam-se e levaram a Escola a uma fama nunca vista antes. A Escola Paroquial era sinônima de disciplina e boa formação.

Padre Antônio Snijders tinha uma visão ampla de futuro e sabia que apesar de tudo, a instalação da escola era uma improvisação. Começou a adquirir terrenos, visando uma nova escola.

Este sonho realizou-se quando a Congregação do Sagrado Coração de Jesus comprou um bom terreno para construir a nova Escola Paroquial. Realizou-se o que nós estamos vendo hoje.

×
Atendimento/Dúvidas
(81) 3437-2193
Atendimento/Dúvidas
(81) 98639-2834